Currently viewing the tag: "Liderança e criatividade"

Liderança vista nos dois sentidos

Quase sempre um líder se diferencia de um gestor pelo uso que faz dos seus pressupostos.

Para um líder questionar os seus pressupostos é procurar fazer as coisas certas enquanto para o gestor os pressupostos são a base para de uma forma incremental procurar fazer as coisas direito, isto é, seguindo as normas e as políticas das organizações a que pertencem.

Um pressuposto é algo tido como garantido e quando assumido representa um caminho para não ter desvios, mas não indicam necessariamente que estamos no caminho certo.

Questionar e transformar os nossos pressupostos em possibilidades é um caminho da exploração, da criatividade e da inovação e essa deve ser a mentalidade de um líder em inovação.

Dos muitos os obstáculos à inovação, os que são mais perigosos são os pressupostos assumidos como verdades absolutas porque para além de serem um mau hábito, são um bloqueador de mentes abertas e são muitas vezes insidiosos e invisíveis ou conscientemente ocultados.

Os pressupostos inibem o futuro enquanto puro potencial. O futuro constrói-se com a nossa criatividade.

A criatividade envolve um processo de três etapas: identificar suposições que você faz e que impedem que veja todas as alternativas; negar estas hipóteses de restrição; explorar as consequências das negações.’’

Com frequência assistimos aos esforços de gestores procurando melhorar uma parte da organização pensando que assim estarão a criar uma melhor organização, mas isso pode criar desequilíbrios. A organização tem ser vista como um todo, isto é, tem de incluir as conexões entre as partes.

creativitymen

Partir do pressuposto que melhorar o desempenho das partes separadamente e melhora necessariamente o desempenho do todo, é falso. Pelo contrário, não havendo uma relação desejável de equilíbrio entre as partes pode destruir uma organização. Por exemplo, tente colocar motor de um Toyota num Rolls Royce! Essa ação requer uma conceção e exige criatividade.

Mesmo quando os pressupostos parecem ser grandes ideias a plicar é importante questioná-los!

“As grandes ideias não são apenas “soluções”. Na verdade, muitas das grandes ideias são problemas.” Umair Haque

Os pressupostos em inovação são um problema e como tal devem ser identificados. Podem ter vários nomes como mentalidade, pontos cegos ou vacas sagradas mas de facto são um conjunto de premissas e normas ocultas que governam o comportamento dos gestores e que levam muitas vezes à utilização do benchmarking ou de outras receitas guardadas para situações problema, em detrimento da criatividade e da inovação.

Se uma palavra pode ser o bastante para influenciar o nosso pensamento de forma profunda, imagine o que alguns bons anos a trabalhar num determinado negócio pode fazer

São anos de pressupostos ocultados conscientemente, mas outros são submersos inconscientemente e difíceis de identificar, quer pelos outros quer pelos próprios.

Quando conscientemente utilizados mas de forma oculta os pressupostos são uma demonstração clara de falta de colaboração e de incapacidade de liderança.

Cada um de nós desenvolveu opiniões ou crenças sobre líderes e liderança, mas é raro explorarmos, articularmos ou discutirmos essas expectativas com nossos chefes, colegas ou subordinados diretos. Estes pressupostos ocultos afetam nossas relações de trabalho e tornar-se condutores de nossas escolhas pessoais sobre liderança.”

Quer comentar?

Tagged with: