Currently viewing the tag: "Contingência e inovação"

As boas ideias têm momentos óptimos de implementação

Afirmar que um único método se pode se ajustar a todos os tipos de projectos é tão perigoso como afirmar que se temos uma boa ideia devemos passar de imediato à sua implementação.

Muitas experiências têm indiciado que um único método não se ajusta a muitos projectos, daí se poder concluir que uma abordagem baseada na contingência não é apenas teoria, mas também se aplica à realidade das organizações.

Com frequência nos deparamos com a detecção de problemas complexos para os quais saltam de repente soluções miraculosas mas que carregam uma boa dose de insensatez:

“Mas assim como as vacas, outros ruminantes emitem gás metano e as ovelhas também contribuem para o aquecimento global. Estima-se que 10% das emissões de gases do efeito estufa da Austrália vêm do arroto de oito milhões de ovelhas do país.

A solução proposta pelos australianos para esse problema? Modificar geneticamente as ovelhas.” – UAI Meio Ambiente

Talvez eu esteja enganado, mas dessa maneira não vamos longe!

O problema dos carneiros vs aquecimento global, é um problema complexo e sistémico que não pode ser visto com o recurso a soluções que não contemplam as consequências indesejáveis. É um problema que carece de abordagem consciente.

A nossa tendência para resolver problemas de imediato sem olhar para o todo, pode trazer as perigosas consequências não desejáveis da inovação.

A inovação é uma orientação imprescindível para o sucesso de muitos projectos simples ou complexos e quando abordamos a execução de um projecto e a sua complexidade temos necessariamente de referenciar as suas características interdisciplinares, o volume de informação e a sua diversidade, o número de indivíduos e organizações envolvidos e a qualidade das conexões existentes ou realizadas.

 Assim, pode perceber-se a importância de uma liderança forte em projectos dependentes de contingências, isto é, dependentes das circunstâncias de lugar e de momento.

Eu penso que os indivíduos com personalidade propensa à conclusão de tarefas e ao sentido da realização tendem a praticar mais a liderança voltada para as tarefas, como poderia acontecer no caso das ovelhas através da solução proposta.

Por outro lado, os indivíduos que valorizam os contactos com os outros tendem a praticar mais a liderança voltada para as relações e dessa forma facilitar a abordagem aos problemas mais complexos.

O aspecto mais importante da liderança de projectos com natureza de contingência, é combinar o estilo e a personalidade do líder com a situação em que o seu desempenho será melhor.

Mas porquê falar de contingência?

Porque há necessidade de agregar áreas de uma organização, equipas interdisciplinares e elementos de diversas naturezas. Isto acontece em projectos com grande número de elementos e uma distribuição geográfica alargada e onde a conexão tem de ser constante.

 – Porque se refere aos efeitos que os projectos geram no meio ambiente, no comportamento e ética das pessoas envolvidas.

Porque se refere a projectos onde predominam as inexactidões tecnológicas, de mercado e de informações, a ausência de convicções e a instabilidade.

Porque inovação significa criatividade e ser diferente.

Porque o contexto é uma contingência e um modelo único não serve a todos os projectos de inovação.

Porque uma boa ideia só é boa de facto se tiver em conta as consequências indesejáveis que pode trazer.

Quer comentar?